Projeto ‘Amigos’ retorna aos palcos para turnê pelo Brasil

Após 20 anos, a turnê ‘Amigos’ está de volta. E neste domingo (05) saiu a programação dos primeiros quatro shows do projeto, que reúne as duplas Chitãozinho & Xororó e Zezé di Camargo & Luciano e o cantor Leonardo. A turnê terá início dia 20 de julho, Dia do Amigo, no estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG). Depois, no feriado da Independência, dia 7 de Setembro, o megashow ocorre em São Paulo (SP), no Allianz Parque, estádio do Palmeiras. Em novembro, dia 23, os ‘Amigos’ vão a Porto Alegre (RS), na Arena Grêmio e, por fim, dia 14 de dezembro, o show agitará o Rio de Janeiro (RJ), na Arena Jeunesse.

‘Amigos’ nasceu em 1995, quando os cantores se reuniram por conta de um especial da Rede Globo, que resultou em outros shows-especiais exibidos nacionalmente na TV durante a década de 1990. A produção popularizou a música sertaneja junto aos brasileiros. A última exibição do show pela TV foi em 31 de dezembro de 1998, tendo recentemente completado duas décadas da última apresentação com os cinco artistas no palco.

Segundo João Paulo Affonseca, diretor da PEEB Experiências Culturais – empresa à frente do projeto, o reencontro tem uma importância muito significativa, especialmente neste momento de vida dos brasileiros. “Queremos resgatar nas pessoas os sentimentos positivos e as memórias especiais. Sabemos o quanto a década de 1990 tem esse poder de resgate. Quando abraçamos esse projeto, nosso objetivo era brindar às pessoas com essa nostalgia e esse mar de esperança e encorajamento, dos quais tanto precisamos”, explica Affonseca.

Relembrando a história dos Amigos:

❖ 1995: O primeiro especial Amigos foi transmitido pela TV Globo em 23 de dezembro e reprisado no ano seguinte duas vezes, em março e junho de 1996. O show foi gravado no Espaço Verde Chico Mendes, em São Caetano do Sul (SP), na Grande São Paulo, cujos ingressos eram brinquedos e alimentos não perecíveis destinados a entidades beneficentes da região. Cerca de 100 mil pessoas assistiram ao primeiro show especial, que mostrou os cantores trocando de parceiros e interpretando as canções uns dos outros.

Neste primeiro especial, em 1995, foram apresentadas 30 canções do repertório das três duplas, tendo sido aberta com a música “Disparada”, de Geraldo Vandré e Théo de Barros, bem como clássicos do sertanejo, como “Menino da Porteira” e a canção natalina “Noite Feliz”. Além disso, o programa também transmitiu cenas na fazenda de um dos sertanejos em Campinas (SP), mostrando os artistas em um momento de confraternização.

❖ 1996: A segunda edição do show especial Amigos foi gravada em Paulínia (SP), interior São Paulo. Ela foi exibida em 25 de dezembro de 1996, pela TV Globo, e reprisada no ano seguinte em janeiro de 1997.

O especial de 1996 trouxe em sua abertura os seis cantores embarcados em um helicóptero cinematográfico, falando sobre o show do ano anterior e interrompidos com flashbacks. Ao entrarem de mãos dadas no palco, estavam cercados por artistas circenses e arremessaram rosas à plateia. O show foi aberto com a canção Viola.

❖ 1997: A terceira edição do show especial Amigos teve como cenário o ginásio do Mineirinho, em Belo Horizonte (MG), homenageando as comemorações do centenário da capital mineira. Foi transmitido pela TV Globo em 30 de dezembro de 1997 e reuniu cerca de 30 mil pessoas. O cenário, projetado por Mauro Monteiro e Jeanine Marques, teve inspiração futurista e um palco de cinco pontas. Cada uma dessas pontas abrigou o público, uma espécie de “piscina”, que deixava os fãs mais próximos aos artistas. Essa edição de Amigos teve participação de Daniel, Daniela Mercury, Fábio Jr., Roberta Miranda, entre outros convidados. A produção de arte foi de Beto Herriot e Valéria Goulart, com figurinos de Chico Spinoza e Anete Cota.

❖ 1998: O último Show Amigos foi permeado pela homenagem e nostalgia e também transmitido pela TV Globo, em 30 de dezembro de 1998. Sem a presença do cantor Leandro, falecido em 23 de junho do mesmo ano, os cantores e mais de 60 mil fãs se reuniram no local do primeiro encontro, o Espaço Verde Chico Mendes, em São Caetano do Sul (SP), na Grande São Paulo, para prestar homenagem ao jovem sertanejo. O cenário reproduziu o clima das festas de rodeio do interior paulista, com criação de  Mauro Monteiro, produção de arte de Bia Brício e Valéria Goulart, figurinos elaborados por Chico Spinoza e Anete Cota e os bailarinos contaram com a supervisão de Beth Oliosi e coreografias de Caio Nunes e Regina Sauer. O cantor e ex-plantador de tomates de Goiás, amparado pelos amigos sertanejos, participou emocionado da homenagem ao irmão, que além dos sucessos das duplas, foi encerrado com a presença do conjunto Fat Family interpretando “Ave Maria”.

Todas as quatro edições do espetáculo tiveram canções compiladas em discos, lançados pela gravadora Som Livre.

Fonte: Conceito Sertanejo

WhatsApp chat