Francisco, el Hombre e Doctor Krápula se unem em “Mala Fama”, single que propõe um novo olhar sobre a cultura latinoamericana

Má fama pra quê? Este é o questionamento feito pelas bandas Francisco, el Hombre e Doctor Krápula em “Mala Fama”. Na faixa, os dois grupos, brasileiro e colombiano, respectivamente, se unem em um canto que clama pelo reconhecimento do imenso valor cultural e ancestral dos povos latinoamericanos (Ouça aqui).

Para passar uma mensagem positiva e tirar as ideias pré-concebidas das suas origens, a Francisco, el Hombre e a Doctor Krápula escolheram percorrer por um discurso de enfrentamento positivo e alegre, ressaltando as características positivas de cada um: seja o arroz e o feijão, seja o gingado e o agito. A sonoridade de “Mala Fama”, que tem produção de Niko Cabrera (baterista do Doctor Krápula), contribui na intenção de como os grupos querem passar as ideias adiante, apresentando uma célula harmônica que serve de convite para entrar em um tantra carregado de positivismo e boas vibrações. 

A letra de “Mala Fama” faz menção ao termo “sudaca”, expressão xenófoba usada para definir, de forma depreciativa, os sul-americanos, generalizando culturas e histórias extremamente diversificadas. Inclusive, a Francisco, el Hombre já havia feito menção a esta expressão no single “Baile Sudaca”, lançado pela banda no ano passado, em parceria com o grupo chileno Moral Distraída.

WhatsApp chat